Como o fim-de-semana no campo virou um swing

Presos pela chuva, os casais Andrezza e Bruno/Tânia e Márcio foram se envolvendo cada vez mais e permitiram que o desejo os levasse a conhecer sensações inéditas.


Jamais esquecerei a sensação de ver o Márcio afastar a toalha presa à cintura e ficar nu à nossa frente, exibindo sem pudor seu pênis ereto. Um membro grande e grosso, com a glande rosada e brilhante, que parecia latejar. Poucos segundos depois, nos olhando com cara de “desafio”, segurou o sexo com a mão direita e começou a se masturbar. Com os movimentos, o pênis foi ficando cada vez mais meladinho e apetitoso.


Eu saí do meu transe ao perceber que Bruno, meu namorado, estava me encarando. E foi neste momento que me dei conta: eu estava com a boca entreaberta, salivando. Meu coração batia rápido, meus seios se eriçaram e a minha calcinha começava a ficar úmida. Olhei para o lado e percebi que Tânia, a namorada de Márcio, o admirava na masturbação enquanto roía as unhas (talvez para ter algo à boca), e agitava as belas pernas freneticamente.


Sim, eu gostei de ver o pênis de Márcio e o achava muito atraente, mas minha excitação não era só por conta desta cena. Eu estava excitada faz tempo, como todo aquele clima. Dois casais presos em uma casa de campo, sem poder sair, enquanto um dilúvio consumia o mundo lá fora. Tínhamos viajado para um fim de semana na montanha, a fim de fazer trilhas e esportes ao ar livre, mas a chuva mudara os planos. Aqueles viraram dias de muito vinho e papo jogado fora, até que as conversas descambaram de vez para o sexo.


Leia também: O Quarteto Fantástico da Faculdade Faz Um Delicioso Swing


Márcio e Bruno eram muito amigos e por conta disso fiquei amiga de Tânia. Ela era uma loira muito bonita e sexy, de olhos esverdeados, pele morena, seios firmes e um bunda durinha e carnuda. Márcio também era loiro, alto e forte. Muito simpático e charmoso, formava com Tânia um daqueles casais que chamam atenção por onde passam.


Meu nome é Andrezza, e já namorava com Bruno há pelo menos um ano. O achava lindo, de cabelos castanhos ondulados, sorriso aberto, olhos expressivos que ficavam pequeninos quando ele sorria. Seu peito era largo e forte, e sua pegada firme me conquistara de vez. Eu, naquela época, tinha o cabelo castanho-claro bem comprido, com luzes mais alouradas, combinando com meus olhos castanhos. Sabia que os homens adoravam meus seios, grandes e durinhos, minhas coxas bem torneadas e meu bumbum firme.


E como Márcio chegou ao ponto de ficar nu e se masturbar na nossa frente? Bem, àquela altura já estávamos há horas bebendo e falando de sexo: posições preferidas, maiores loucuras e desejos. Foi quando eu e Tânia nos entreolhamos e confessamos estar “com vontade”. Os rapazes concordaram, e obviamente adoraram nossa confissão.


Márcio, que havia tomado um rápido banho e permanecera de toalha, disse que também estava excitado, e que seria capaz de nos mostrar. Ficamos sem ação – inclusive o Bruno -, mas ele não nos deu tempo de falar nada: logo estava soltando a toalha e ficando nu.

Eu nunca havia feito ménage ou sexo grupal, tampouco transado com outras garotas. Mas naquele instante eu sabia que a hora havia chegado. Ao ver que eu estava excitada, Bruno tirou a camisa e baixou a bermuda, revelando a nós duas seu pau fofo que eu tanto adorava: mais grosso do que grande, com uma cabeça larga que tão bem se encaixava em mim.


Agora eram os nossos dois machos que se masturbavam à nossa frente, e fiquei bem excitadinha ao ver a Tânia desejando o pinto de Bruno. Foi nessa hora que nossos olhares se cruzaram e prendi a respiração ao vê-la se aproximando de mim: eu sabia que ela viria me beijar. E foi um beijo delicioso!



calcinha preta colo barriga sarada
Estava com vontade de experimentar Márcio, e Bruno me lançou um olhar de aprovação


A boca sexy de Tânia brincou com os meus lábios, e num instante nossas línguas estava se entrelaçando loucamente. Ela então mordiscou minhas orelhas e meu pescoço, enquanto levantava meus braços e tirava minha camiseta e meu sutiã. Eu tinha curiosidade de ser acariciada por uma mulher, e Tânia era a pessoa certa. A maneira como ela envolveu meus seios durinhos em suas mãos, e como ela os chupou foram maravilhosas!


Sua língua esperta passeava pelos meus mamilos eretos, e logo ela os estava mordiscando, enquanto a mão direita se encaixava em minha virilha. Gemi. Ao olhar para a frente, delirei ao ver Bruno e Márcio se masturbando, delirando com nós duas.


Tânia agora baixava meu shorts jeans e minha calcinha rosa, de algodão, me deixando nua na larga poltrona. Gostei de ver como minha vulva era admirada por ela e pelos dois rapazes, com tesão pelos meus lábios grandes e rosados e pelo meu clitóris grande e latejante, todos bem evidentes porque eu estava depiladinha (deixei apenas um pouco de pelo castanho em cima).


Cheia de desejo, Tânia se livrou das próprias roupas rapidamente (camiseta e calça legging), e seu corpo nu era maravilhoso. Bem bronzeado, com marquinhas sexy nos seios e na cintura. Seus seios médios e firmes, de bicos rosados e grandes, logo estavam encostando nos meus, e delirei com essa sensação.


A gente se beijava, e não resisti a levar minha mão até a vagina dela, toda rosada, com lábios pequenos e tímidos, clitóris que mais parecia um pontinho meigo e doido para ser acariciado. A masturbei, com meus dedos deslizando em seu líquido abundante.

Tânia então me estendeu a mão e me conduziu até o pau de seu namorado. Com o olhar, pedi aprovação a Bruno, e ele concedeu, sem parar de se acariciar. Estava com a boca cheia d´água, louca para engolir aquele pau grande, sendo observada por meu namorado e por Tânia.


Ela também começou a chupar Márcio, e me convidou a acompanhá-la. Esta cena foi excitante demais: nossas línguas passeando no pênis e nos beijando enquanto o macho gemia e parecia pronto a jorrar seu líquido quente nos nossos rostos.


Leia ainda: Na Orgia Com Minha Patroa


Tânia percebeu, mas não queria que o namorado terminasse tão rápido. Ela me chamou e me conduziu ajoelhada até o Bruno. Repetimos os carinhos no pau gostoso do meu namorado, que delirava de tesão e claramente estava louco para experimentar a Tânia.


E foi o que aconteceu. Márcio foi quem tomou a iniciativa do swing, me puxando delicadamente pelo braço até o sofá ao lado. Enquanto isso, Tânia subia no colo de Bruno e ajeitava o membro dele em sua vagina, começando a cavalgá-lo e a gemer alto. Tive um pouco de ciúmes, confesso, mas logo o tesão falou mais alto e fiquei excitada.


Para ajudar, Márcio abria minhas pernas e chupava minhas coxas, até chegar ao meu sexo. Ele chupava bem demais, acariciando meu clitóris com a ponta da língua, variando a intensidade, e dando chicotadinhas. Logo ele colocou toda a minha buça em sua boca, sugou meu grelo e enfiou dois de seus dedos grande e grossos em mim. Gozei, gritando e espremendo a cabeça dele entre minhas coxas, adorando ver que Bruno e Tânia nos observavam enquanto fodiam.


Estremeci ao ver o pauzão de Márcio se ajeitando no meu sexo, masturbando meu clitóris com aquela cabeçorra e se preparando para me penetrar. Delirei, pois nunca havia experimentado um membro tão grande e largo. Foi muito bom perceber que ele entrou inteiro em mim, e seu saco grande e quente beijava minha bunda, meu ânus. Márcio começou a meter forte e a rebolar, e eu gemia muito. Ele caiu de boca em meus seios, e logo tive o segundo orgasmo.


Olhei na direção de Bruno e Tânia, no sofá em frente, e agora ela estava de quatro, sendo penetrada por trás pelo meu namorado (ele fazia isso muito bem!). Portanto, não foi surpresa perceber e admirar ela gozando, olhando para trás e delirando de tesão. Gemi e me senti toda molhada novamente ao ver Bruno acelerando e urrando gostoso como ele sempre fazia quando gozava, e logo jorrando sua porra branca e quente por todas as costas e bunda da Tânia.


Márcio também admirava a namorada sendo possuída pelo amigo, e seu enorme pênis ereto denunciava o tesão que sentia. Ele voltou a me beijar e se sentou ao meu lado, me puxando para cima dele. Ajeitei aquele pênis enorme e me sentei gostoso, quicando loucamente.


Márcio mordiscava e chupava meus seios, enquanto agarrava e abria minhas nádegas, aos poucos acariciando mais e mais meu ânus com seus dedos. Doida de tesão, comecei a rebolar e senti mais um orgasmo chegando. E ele veio junto com o de Márcio, que passou a meter forte e a rebolar, até tirar o pau e também inundar minha bunda e costas com seu gozo.


Era o momento de os casais se juntarem novamente. Tânia veio beijar e acariciar o Márcio, enquanto Bruno se sentava ao meu lado e nos abraçávamos. Ficamos assim por longos minutos, bebericando vinho e sorrindo, até que aos poucos o tesão voltou com tudo.

Eu estava fissurada no corpo e na boca de Tânia, e a procurei novamente.


A beijei e adorei perceber seu sexo molhado. Após me perder em seus seios quentes, fui descendo por sua barriguinha e finalmente cheguei à sua boceta sexy. Matei minha sede naquele líquido abundante, mordisquei e chupei seus lábios e clitóris, enquanto ela gemia e se contorcia no colo do namorado.


Bruno se ajeitou atrás de mim, segurou firme em minha cintura e me penetrou firme enquanto eu a chupava. Márcio, por sua vez, levou o pau até a boca da namorada, que o engolia com um apetite incrível, gemendo de tesão com o pênis na boca enquanto eu chupava a xana.


Adorei quando Bruno puxou meu cabelo e passou a meter forte, rebolando e dando tapas em minha bunda. Márcio não perdeu a oportunidade e trouxe o pau até mim, para eu chupar enquanto era pega por trás. Que tesão! Tive mais um orgasmo, o mais forte de todos.

Meu namorado adorou me ver gozando sendo bem putinha e não resistiu, jorrando todo seu gozo quente dentro de mim.


Márcio e Andrezza assistiram tudo e, antes que o namorado gozasse em minha boca, ela o puxou e o fez penetrá-la no melhor mais tradicional papai-e-mamãe. Logo os dois estavam enroscados, gozando juntos.


Passamos a madrugada toda pelados, sorrindo, nos acariciando, gozando...


Foi uma pena ter de voltar à rotina “normal” na segunda-feira, com o corpo bem doloridinho, mas cheio de inspiração e tesão.


Gostou desse? Então experimente: Flávia e o Sonho Erótico Com Sexo Grupal

1.435 visualizações